Moda

Novidades

Dolce & Gabbana cancela desfila na China

É A SEGUNDA POLÉMICA COM QUESTÕES RACISTAS, NUM ESPAÇO DE 18 MESES, EM QUE A MARCA DOLCE & GABBANA ESTÁ ENVOLVIDA. EM CAUSA ESTÁ UM VÍDEO PUBLICADO NA WEIBO E QUE GEROU UMA ONDA DE PROTESTOS NA CHINA. A DUPLA FOI OBRIGADA A CANCELAR O DESFILE AGENDADO E A PEDIR DESCULPA.

21.11.2018 por Célia Figueiredo

A dupla Dolce & Gabbana cancelou o desfile de moda que tinha agendado para esta quinta-feira, em Shanghai, China. Em causa está um anúncio onde uma mulher chinesa luta para conseguir comer pizza ou esparguete com pauzinhos. O vídeo publicado na plataforma Weibo gerou uma onda de protestos, tendo sido considerada uma campanha de marketing racista. Foram várias as celebridades que publicaram comentários criticando a marca. Celebridades, como a atriz Li Bingbing e a cantora Wang Junkai, disseram que boicotariam o desfile da marca italiana.

A tempestade tornou-se ainda mais agravada após uma alegada troca de mensagens de Stefano Gabbana que surgiram nas redes sociais e que confirmariam que o designer é racista.

Prontamente a dupla desmentiu tais acusações e alegou que a conta do Instagram de Gabbana tinha sido pirateada. “Lamentamos o impacto e o prejuízo que essas observações falsas tiveram sobre a China e o povo chinês”, afirmou a marca, num pedido de desculpas online em chinês no Weibo.

Os convidados do show, mais de 500 espectadores, foram informados do cancelamento do evento, depois de a marca, alegadamente, ter sido forçada a cancelar a apresentação pelas autoridades do governo local.

Este acontecimento marca pela negativa a Dolce & Gabbana, já que num espaço de 18 meses é a segunda gaffe com mensagens racistas.

De acordo com um post publicado na Weibo da Dolce & Gabbana, o evento foi remarcado, e a marca pediu desculpas pelo incómodo causado.

0 Comentários

Deixe um comentário

Quer juntar-se à discussão?
Esteja à vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *