DURANTE ANOS A GIGANTE VICTORIA’S SECRET REINOU NO MUNDO DA LINGERIE. FEZ O MUNDO PARAR PARA VER DAS SUAS ANGELS DESFILAR, FABULOSAS E EXUBERANTES. AGORA DEBATE-SE COM UMA QUEDA INESPERADA NAS VENDAS, QUEM O AFIRMA É UM ANALISTA FINANCEIRO, QUE APONTA MESMO O FIM DO IMPÉRIO DA MARCA.

13.07.2018 por Célia Figueiredo

Uma queda inesperada nas vendas comparáveis de junho mostra que a Victoria’s Secret continua em luta para atrair mercado. Esta é a conclusão do banco de investimentos, que relatou uma queda inesperada nas vendas comparáveis de junho na marca de lingerie, apesar de uma venda semi-anual prolongada e profundos cortes nos preços. “Os resultados mostram que a Victoria’s Secret continua a lutar para direcionar o “público” e na verdade “game over” para a Victoria’s Secret e Pink”, disse o analista Randal Konik, da Jefferies.

A gigante fabricante de roupa íntima sexy viu “enormes quedas de vendas, poder de precificação zero e aumento das perdas de participação de mercado.” Os investidores têm ignorado estes factos, e continuam a acreditar que é uma marca “ótima”, disse o mesmo analista, que acrescenta ainda que a divisão Pink tem mascarado os declínios nos negócios centrais da Victoria’s Secret durante anos.

E como isto dos mercados e das modas há para todos os gostos, é natural que os clientes optem por outras marcas. Na opinião de Randal Konik, “é provável que os clientes tenham passado para a marca Aerie da American Eagles, que viu as vendas trimestrais comparáveis dispararem”.

Olá! Precisa de ajuda?
Powered by