A MICHAEL KORS HOLDINGS ANUNCIOU A AQUISIÇÃO DA FAMOSA CASA ITALIANA VERSACE. SERÁ CONSTRUÍDO O PRIMEIRO CONGLOMERADO DE LUXO DA AMÉRICA, AGORA RENOMEADA COMO CAPRI HOLDINGS. O NEGÓCIO ENVOLVEU 1,83 MIL MILHÕES DE EUROS E A, AGORA, CAPRI HOLDINGS TEM COMO OBJETIVO DUPLICAR AS VENDAS DA VERSACE.

26.09.2018 por Célia Figueiredo

O conglomerado norte-americano Michael Kors está em processo de aquisição da marca de Moda italiana Versace, por um valor de aproximadamente 2,12 bilhões de dólares (1,83 mil milhões de euros), valor que inclui todas as dívidas da marca italiana.

O principal negócio em dinheiro – com apenas € 150 milhões em ações – deve ser fechado no quarto trimestre de 2019, reduzir os ganhos no primeiro ano, mas contribuindo com lucros a partir do segundo ano.

Sob a nova organização, John D Idol permanecerá como presidente e diretor executivo da Capri Holdings e também como executivo-chefe da marca Michael Kors. O executivo-chefe da Versace, Jonathan Akeroyd, continuará, assim como a diretora criativa Donatella Versace. “É um momento muito entusiasmante para a Versace, estou orgulhosa em que continue a ser uma marca muito forte no mundo da Moda e na cultura moderna”, disse Donatella.

Por sua vez John Idol, editor executivo da Michael Kors, garantiu em comunicado que, “a aquisição da Versace é uma etapa importante para o nosso grupo e, com os nossos recursos, acreditamos que a Versace crescerá para ultrapassar os 1,7 mil milhões de faturação”.

A Michael Kors tem como objetivo aumentar as vendas da Versace para 2 mil milhões de dólares anuais, o que representa mais do dobro da atual faturação. Para tal, o número de lojas vai aumentar de cerca de 200 para 300 e haverá uma clara aposta no negócio online que, atualmente, representa 35% do negócio e que deverá crescer para 60% segundo os planos da empresa. Com a ampliação do grupo, a Michael Kors vai passar a chamar-se Capri Holdings Limited.

A Versace é maioritariamente detida pela família italiana do fundador, Gianni Versace, sendo os restantes 20% são detidos pelo fundo de investimento Blackstone que, com o negócio, deverá sair do capital da empresa.

Olá! Precisa de ajuda?
Powered by