SABIA QUE AO COMER AMEIXA ROXA ESTÁ A LUTAR CONTRA O ENVELHECIMENTO? PARA NÃO FALAR NO PUNHADO DE MIRTILOS QUE LHE VAI MELHOR O HUMOR E AJUDAR NA CONCENTRAÇÃO. TUDO PORQUE SÃO ALIMENTOS ROXOS E AZUIS. NÃO PERCEBEU? NÓS EXPLICAMOS.

03.08.2018 por Célia Figueiredo

Alguma vez se questionou por que razão os especialistas recomendam que se faça uma alimentação variada e colorida? Pois bem, a explicação é simples: cada cor representa a existência de propriedades benéficas na composição nutricional dos alimentos. Recordar-se-á, por exemplo, de os frutos amarelos e laranjas serem uma excelente fonte de vitamina C. Pois bem, conforme a cor dos alimentos assim se define a sua composição química e respetivos benefícios. Os culpados são os fitoquímicos que ajudam a dar às plantas as suas distintas cores, cheiros, sabores e outras propriedades sensoriais.

Posto isto, vamos explorar a cor e perceber as vantagens que os alimentos roxos e azuis nos podem oferecer. E do ponto de vista dos fitoquímicos estes alimentos devem a sua cor a pigmentos naturais de plantas chamados antocianinas. As antocianinas atuam como potentes antioxidantes protegendo as células contra diferentes danos. Embora os frutos e vegetais vermelhos e rosas também sejam ricos em antocianinas, de um modo geral, quanto mais escuro for o tom, maior a concentração de fitoquímicos. Assim, alimentos como as amoras, os mirtilos, as beringelas, os figos, as ameixas, as uvas roxas ou as passas, são ricos em antocianinas que regulam a pressão arterial, reduzem o risco de doenças cardíacas (impedindo formações de coágulos), melhoram a função da memória e diminuem o risco de cancro.

Mas não é só em antocianinas que estes alimentos são ricos. Têm também um elevado teor de flavonoides, um fitonutriente, cujo principal benefício está relacionado às suas propriedades antioxidantes. Os flavonoides são elementos naturais que destroem os radicais livres, bem como outros elementos nocivos presentes no nosso corpo, contribuindo assim, para evitar infeções, inflamações, certos tipos de doenças crónicas e vírus, prevenindo ainda o envelhecimento precoce.

Agora que já sabe quais são os benefícios, saiba agora quais os alimentos que deve consumir para os obter. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda a ingestão de 5 a 9 porções de frutas e verduras todos os dias das diversas cores, portanto é só escolher.

Ameixa roxa
Muito consumido, neste alimento roxo quanto mais intensa for a sua cor, mais antocianinas conterá e quanto mais maduro, mais nutrientes.

Amoras e mirtilos
Estas bagas roxas azuladas são também uma ótima fonte de antocianinas, com propriedades nutritivas semelhantes. Alguns estudos associam o seu consumo à melhoria do humor e à maior capacidade de aprendizagem e concentração.

Uvas
As uvas escuras são também uma referência em antocianinas, mas uma fonte de resveratrol, um antioxidante que tem sido associado ao anti envelhecimento.

Couve roxa
Outra boa fonte de antocianinas e que pode ser consumida na forma de chucrute, em sopa, ou até em salada. Melhora a imunidade, a digestão, a absorção de nutrientes e ainda reduz a ansiedade.

Beterraba
Este é um alimento roxo, mas por acaso não tem antocianinas. Neste caso, a sua cor é dada por betalaínas, um pigmento colorido e também antioxidante. Ao contrário das antocianinas, as betalaínas são mais sensíveis ao calor, pelo que a melhor forma de consumir beterraba é crua (ralada em saladas ou na forma de sumo).

Crédito Foto: @pantone

Olá! Precisa de ajuda?
Powered by